Nós, da CONCP, queremos que nos nossos países martirizados durante séculos, humilhados, insultados, nunca possa reinar o insulto, e que nunca mais os nossos povos sejam explorados, não só pelos imperialistas, não só pelos europeus, não só pelas pessoas de pele branca, porque não confundimos a exploração ou os factores de exploração com a cor da pele dos homens; não queremos mais a exploração no nosso país, mesmo feita por negros. Lutamos para construir, nos nossos países, em Angola, em Moçambique, na Guiné, nas Ilhas de Cabo Verde, em S. Tomé, uma vida de felicidade, uma vida onde cada homem respeitará todos os homens, onde a disciplina não será imposta, onde não faltará o trabalho a ninguém, onde os salários serão justos, onde cada um terá o direito a tudo o que o homem construiu, criou para a felicidade dos homens. É para isso que lutamos. Se não o conseguirmos, teremos faltado aos nossos deveres, não atingiremos o objectivo da nossa luta”. AMILCAR CABRAL

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

COLÔMBIA:GOVERNO ESCONDE A REALIDADE DOS DIREITOS HUMANOS

A Amnistia Internacional revela hoje que, apesar dos esforços do Governo Colombiano para a criação de uma imagem positiva relativamente ao respeito pelos Direitos Humanos no seu país, multiplicam-se os relatórios sobre deslocamentos internos forçados, ataques contra activistas e assassinatos por parte das forças de segurança. “As autoridades Colombianas encontram-se em total negação relativamente a sua situação interna, recusando admitir a existência de um conflito armado no seu país e fazendo declarações muito desfasadas da realidade,” afirma Marcelo Pollack, investigador na Colômbia para a Amnistia Internacional. “É impossível resolver um problema sem admitir que ele existe. A negação conduz apenas a sujeição de mais pessoas à tortura e à morte”.Confira aqui

Apostila:O alarido, o histerismo colectivo da direita e dos jornalistas ao serviço do império, desta feita remeter-se-à a um silêncio sepulcral. Também os heróis e as heroínas auto candidatos a prémios pomposos, talvez tenham um dia a verticalidade de reconhecerem a sua vacuidade intelectual e politica disfarçadora dum narcisismo mórbido, como todos

1 comentário:

DigitalnoIndico disse...

Agry olá, boa noite.
...deixei-lhe um prémio no meu blog, passe por lá! Aproveito e agradeço as boas e agradaveis leituras k tenho tido no seu blog.
um abc