Nós, da CONCP, queremos que nos nossos países martirizados durante séculos, humilhados, insultados, nunca possa reinar o insulto, e que nunca mais os nossos povos sejam explorados, não só pelos imperialistas, não só pelos europeus, não só pelas pessoas de pele branca, porque não confundimos a exploração ou os factores de exploração com a cor da pele dos homens; não queremos mais a exploração no nosso país, mesmo feita por negros. Lutamos para construir, nos nossos países, em Angola, em Moçambique, na Guiné, nas Ilhas de Cabo Verde, em S. Tomé, uma vida de felicidade, uma vida onde cada homem respeitará todos os homens, onde a disciplina não será imposta, onde não faltará o trabalho a ninguém, onde os salários serão justos, onde cada um terá o direito a tudo o que o homem construiu, criou para a felicidade dos homens. É para isso que lutamos. Se não o conseguirmos, teremos faltado aos nossos deveres, não atingiremos o objectivo da nossa luta”. AMILCAR CABRAL

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

MALALAI JOYA, ACTIVISTA AFEGÃ PELA DEMOCRACIA E DIREITOS DAS MULHERES


Malalai Joya, a activista de luta pela democracia e direitos das mulheres no Afeganistão, está em Portugal a convite do Bloco de Esquerda.
Malalai Joya é das poucas vozes que o mundo conhece da intransigência da oposição aos talibãs e aos senhores da guerra e da droga que hoje ocupam os lugares de topo no poder político, protegidos pelas tropas de ocupação. Eleita deputada no parlamento afegão, foi expulsa desse órgão por dizer que "isto não é um parlamento, é um jardim zoológico" e que "a bancada da maioria é composta por criminosos e corruptos".
"Venho de uma terra de tragédia. Substituíram os talibãs por uma clique que chega ao poder com as mãos ensaguentadas e que fala de direitos humanos sem acreditar em nada disso", começou por explicar a activista. "Por isso somos hoje o centro da produção de droga e um santuário para os terroristas", disse Malalai Joya. Confira
aqui

1 comentário:

Adriano disse...

Temos que tirar o chapéu para essa mulher de postura e coragem inigualável...