Nós, da CONCP, queremos que nos nossos países martirizados durante séculos, humilhados, insultados, nunca possa reinar o insulto, e que nunca mais os nossos povos sejam explorados, não só pelos imperialistas, não só pelos europeus, não só pelas pessoas de pele branca, porque não confundimos a exploração ou os factores de exploração com a cor da pele dos homens; não queremos mais a exploração no nosso país, mesmo feita por negros. Lutamos para construir, nos nossos países, em Angola, em Moçambique, na Guiné, nas Ilhas de Cabo Verde, em S. Tomé, uma vida de felicidade, uma vida onde cada homem respeitará todos os homens, onde a disciplina não será imposta, onde não faltará o trabalho a ninguém, onde os salários serão justos, onde cada um terá o direito a tudo o que o homem construiu, criou para a felicidade dos homens. É para isso que lutamos. Se não o conseguirmos, teremos faltado aos nossos deveres, não atingiremos o objectivo da nossa luta”. AMILCAR CABRAL

sábado, 13 de outubro de 2007

EX-CHEFE DAS FORÇAS AMERICANAS FALA DE INCOMPETÊNCIA E CORRUPÇÃO


Um ex-chefe das Forças Armadas dos Estados Unidos no Iraque condenou a atual estratégia americana no conflito, que qualificou de "pesadelo sem fim à vista".
Em um duro pronunciamento em Arlington, perto de Washington, o general reformado Ricardo Sánchez – mais conhecido por deixar o comando das tropas após os escândalos da prisão de Abu Ghraib – qualificou de "incompetentes" e "corruptos" os líderes políticos dos Estados Unidos."Enquanto os políticos mantêm uma retórica desenhada para preservar suas reputações e seu poder político, nossos soldados morrem."

Sem comentários: