Nós, da CONCP, queremos que nos nossos países martirizados durante séculos, humilhados, insultados, nunca possa reinar o insulto, e que nunca mais os nossos povos sejam explorados, não só pelos imperialistas, não só pelos europeus, não só pelas pessoas de pele branca, porque não confundimos a exploração ou os factores de exploração com a cor da pele dos homens; não queremos mais a exploração no nosso país, mesmo feita por negros. Lutamos para construir, nos nossos países, em Angola, em Moçambique, na Guiné, nas Ilhas de Cabo Verde, em S. Tomé, uma vida de felicidade, uma vida onde cada homem respeitará todos os homens, onde a disciplina não será imposta, onde não faltará o trabalho a ninguém, onde os salários serão justos, onde cada um terá o direito a tudo o que o homem construiu, criou para a felicidade dos homens. É para isso que lutamos. Se não o conseguirmos, teremos faltado aos nossos deveres, não atingiremos o objectivo da nossa luta”. AMILCAR CABRAL

domingo, 27 de janeiro de 2008

CRIMES QUE NÃO EXISTEM NA COLÔMBIA


Segundo o blog Crónicas e críticas da América Latina,” muito se tem escrito e falado a respeito da Colômbia, sempre se há satanizado as FARC-EP, ora se esquecendo a sua origem, ora se evitando falar a vedade sobre os paramilitares, os narcotraficantes e o Governo colombiano. Este texto, escrito por quem conhece e vive o problema, alguns itens são postos na ordem do dia e merecem ser pensados com muito carinho. O professor Hugo Paternina, colombiano, docente da Universidade de Madrid, é um especialista no tema:


Silencio frente al terrorismo de Estado en Colombia, estridencia contra las acciones de las insurgencias
Hay cosas que no son defendibles ni ideológica ni política ni éticamente hablando. Dicho lo anterior, lo que si quiero es expresar mi opinión en relación con el texto y el propósito de la convocatoria. Me resulta repugnante que las personas que se auto-consideran "de bien" en Colombia lancen soflamas y cualquier cantidad de epítetos contra las FARC, y, sin embargo, esa misma gente calla y ha callado de modo alevoso y cómplice ante los miles de crímenes cometidos por el paramilitarismo, con la anuncia, y eso podemos decirlo hoy con gran propiedad, del Estado colombiano. Continue a ler aqui

1 comentário:

Pedro Ayres disse...

Agry
Acabei de ler o seu blog. Gostei muito dele. É inteligente, irônico na medida certa e plasticamente bonito. Prometo voltar sempre.