Nós, da CONCP, queremos que nos nossos países martirizados durante séculos, humilhados, insultados, nunca possa reinar o insulto, e que nunca mais os nossos povos sejam explorados, não só pelos imperialistas, não só pelos europeus, não só pelas pessoas de pele branca, porque não confundimos a exploração ou os factores de exploração com a cor da pele dos homens; não queremos mais a exploração no nosso país, mesmo feita por negros. Lutamos para construir, nos nossos países, em Angola, em Moçambique, na Guiné, nas Ilhas de Cabo Verde, em S. Tomé, uma vida de felicidade, uma vida onde cada homem respeitará todos os homens, onde a disciplina não será imposta, onde não faltará o trabalho a ninguém, onde os salários serão justos, onde cada um terá o direito a tudo o que o homem construiu, criou para a felicidade dos homens. É para isso que lutamos. Se não o conseguirmos, teremos faltado aos nossos deveres, não atingiremos o objectivo da nossa luta”. AMILCAR CABRAL

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

VENDA NO MERCADO EUROPEU DE MADEIRA ILEGALMENTE EXPLORADA EM ÁFRICA

A Comissão Europeia apresentará em Setembro propostas legislativas contra a venda no mercado europeu de madeira e produtos da madeira ilegalmente explorada em África. Um quinto da madeira importada pela UE em 2006, ou seja, 30 milhões de metros cúbicos, provêm de explorações ilegais da floresta em países africanos, segundo organizações não governamentais. Um relatório do WWF aponta o dedo aos principais países europeus importadores da madeira saída de explorações ilegais, nomeadamente, a Finlândia, a Alemanha, o Reino Unido e a Itália.
O Diário de um Sociólogo está pejado de postagens sobre o saque da madeira. Leia aqui

1 comentário:

Anja Rakas disse...

Ora...que mais ilegal de Africa vendem por ai fora?
Incrivel em como as pessoas acham isso já normal...em como a protecçao do chão que eles pisam pouca importancia tem...engraçado em como quando começarem a sentir as sequelas, as consequencias irão todos armar-se em corajosos e gritar ´´vamos salvar a terra``...
Senhores...comecem por respeitar o que a natureza vos dá, pois ela vos dá e nao vós a elas.
Ops..escrevinhei demais...
Beijos caro Agry